Sudeste cresce em exames de imagem, aponta estudo da Abramed

A população brasileira está envelhecendo e atingiu padrões de longevidade semelhantes aos de países desenvolvidos. Em 2017, a expectativa de vida do brasileiro era de 75,8 anos. Com isso, o cenário atual é de aumento de demanda por serviços de serviços. Como forma de contribuir com o setor de medicina diagnóstica e traduzir as realidades e desafios das empresas atuantes do segmento, a Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica) desenvolveu o Painel Abramed, estudo que traz um retrato da Medicina Diagnóstica no Brasil.

As despesas com a realização de exames pela Saúde Suplementar foram de cerca de R$ 30 bilhões em 2017, montante 7% maior que no ano anterior. A Saúde Suplementar no Brasil foi responsável pela realização de 816,9 milhões de exames no ano de 2017, crescimento de 3% em relação ano anterior, o que aponta uma desaceleração em comparação a 2016, cujo aumento foi de 7%. Essa quantidade corresponde a cerca de 40% do total de exames realizados no país no mesmo ano (considerando os realizados pelo SUS). As empresas da Abramed representam 50,2% dos exames na Saúde Suplementar e 21% no total do país.

Segundo o Painel Abramed, a região Norte foi a que teve o maior crescimento de 2016 para 2017 do número dos exames realizados, com 11,8%. Na sequência, aparecem Centro-Oeste (8,5%), Sul (7,9%) e Sudeste (7,6%). A região Nordeste foi a que teve o menor percentual, de 2,8%. Embora apareça em terceiro lugar na quantidade de exames, o Sudeste tem a maior representatividade entre as regiões do país (48%). Depois, aparecem Centro-Oeste (22%), Nordeste (18%), Sul (10%) e Norte (2%).

REGIÃO SUDESTE

Em 2017, segundo o Painel Abramed, a região Sudeste foi responsável por 48% dos exames realizados em empresas Abramed no país. Desses exames, observa-se um aumento em alguns exames de imagem como ressonância magnética (10,3%) e ultrassonografia (25,9%). A região também se destaca em análises clínicas (7,2%) e genética (12,7%).

Painel Abramed

As mulheres compõem a maioria dos pacientes atendidos em todas as faixas etárias. Em um universo de 29 milhões de atendimentos, elas representaram 67% do total de pacientes que passaram por exames diagnósticos em 2017. Além de maior cuidado com a saúde, o resultado revela uma rotina de acompanhamento da saúde feminina, buscando-se a prevenção. Entre os exames periódicos, a mamografia teve crescimento de 5% e a ressonância magnética, de 10,8%.

A principal faixa etária atendida foi de mulheres entre 40 a 64 anos, cuja participação foi de 37%. No entanto, as pacientes com idade superior a 64 anos foram as que se destacaram no levantamento (78%).

Impacto da internet

Os exames são responsáveis por mais de 70% das decisões médicas. Fazê-los e levá-los de volta ao médico, portanto, é primordial para obter-se o diagnóstico certo. O levantamento da Abramed aponta crescimento acelerado do número de acessos dos resultados pela internet, com taxa média anual de 23% entre 2015 e 2017. No último ano, 14,3 milhões de laudos não foram retirados, ou seja, 3,5% dos exames realizados.

De acordo com Cláudia Cohn, presidente da Abramed, é importante desmistificar uma falsa afirmação amplamente disseminada, inclusive por órgãos do Governo Federal. “O desperdício alardeado por lideranças da saúde, as quais apontam que cerca de 30% dos exames não são retirados pelos pacientes, é incabível.”

O mercado de medicina diagnóstica no Brasil gerou uma receita bruta de aproximadamente R$ 35,4 bilhões em 2017. Com mais de 23 mil estabelecimentos que realizam procedimentos de diagnose, laboratorial, de imagem e outros, o setor é responsável por 241.931 empregos formais, segundo levantamento da Abramed. Além da importância econômica da medicina diagnóstica tanto como geradora de renda e emprego como impulsionadora da inovação tecnológica.

Veja mais posts relacionados

Fenasaúde terá nova Diretora-geral

A advogada e engenheira Vera Valente será a nova diretora-geral da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), substituindo o engenheiro...

BP São Paulo é certificada pela HIMSS

Após avaliação feita pela Healthcare Information and Management System Society (HIMSS), instituição global sem fins lucrativos que tem por objetivo...

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

*Ao registrar-se em nosso site, você concorda com os Termos e Condições ePolítica de Privacidade.

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.