Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo aposta na modernização para acompanhar o desenvolvimento de metrópoles

Quais foram as principais mudanças dos últimos 50 anos? É impossível fazer essa análise sem pensar em tecnologia, que está sempre ligada a progresso, avanços, inovações. De 1960 para cá, o computador deixou de ser um monstro de sete cabeças; o celular não só surgiu, como também se popularizou no mundo todo e a internet conectou milhões de pessoas ao redor do globo, encurtando distâncias. Quem nasceu em meio a essas mudanças, pode até não perceber como tudo aconteceu, mas quem viu tudo de perto, entende a necessidade de estar sempre atualizado.

Observar as transformações de uma metrópole é um bom exemplo de como o tempo pode ser implacável. É preciso evoluir para não ficar para trás. E evoluir é uma das premissas da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo. A exemplo disso está a Unidade Pompeia, inaugurada em 1960, que acompanhou toda a expansão da cidade de São Paulo. Mas não basta ser um expectador, é preciso participar das mudanças.

A Unidade é uma referência no setor da saúde da capital paulista e atualmente passa por uma grande obra. Segundo Anderson Cremasco, diretor de Operações da Rede São Camilo, a expansão acontece na área médica e assistencial, tendo foco no crescimento das linhas de cuidado de oncologia, geriatria, obesidade, centro da mulher e reabilitação.

“O Bloco 5 será um prédio de 10 andares, que irá abri- gar o novo Centro Médico e Internação. Ele estará interligado ao complexo hospitalar por 3 passarelas, sendo 2 delas aéreas”, explica. A passarela do 1° pavimento irá interligar o Centro Médico ao serviço de diagnósticos e a passarela do 6° pavimento irá interligar as internações.

Melhorias
Várias frentes de melhoria e expansão de serviços estão em andamento na Unidade Pompeia da Rede de Hospitais São Camilo, de São Paulo:
– Expansão do Centro Cirúrgico de 15 para 17 salas;
– Expansão de leitos de UTI de 75 para 88;
– Expansão de boxes de infusão de 8 para 18;
– Atualização de parte do parque tecnológico, com a substituição de 1 aparelho de tomografia e 1 Raio-X Telecomandado;
– Retrofit do Pronto Socorro Infantil;
– Retrofit do Serviço de Apoio ao Diagnóstico e Terapia (SADT);
– Aumento da capacidade instalada de parte da infraestrutura do Hospital em consonância ao plano de expansão da unidade, abrangendo o parque de geradores diesel, subestação de energia, data center, sistema central de climatização, correio pneumático e unidade de armazenamento de resíduos para coleta externa.

Expandir e renovar
A obra de expansão da Unidade Pompeia será de 23.410 m². Com essa ampliação, o Hospital irá aumentar cerca de 20% o seu número total de leitos, passando dos 354 atuais para 424 após o término da construção do Bloco 5. Além disso, a modernização dos setores é uma das frentes adotadas pelo projeto. A obra também fará o retrofit do Pronto-Socorro Infantil e do Serviço de Apoio de Diagnóstico e Terapia (SADT), e a atualização de parte do parque tecnológico, com a substituição de um aparelho de tomografia e um raio-x telecomandado.

“Haverá um aumento da capacidade instalada de parte da infraestrutura do hospital, abrangendo o parque de geradores diesel, subestação de energia, data center, sistema central de climatização, correio pneumático e unidade de armazenamento de resíduos para coleta externa”, acrescenta Cremasco.

Luis Eduardo Cavagioni, gerente de Obras da Construtora Toda do Brasil S/A, empresa responsável pela execução do empreendimento, afirma que a obra foi dividida em três etapas e que deve ser entregue em maio de 2019. “Na primeira etapa foram executadas as contenções, escavação dos subsolos e fundações profundas. A segunda etapa compreendeu as fundações rasas e estrutura de concreto armado do 5º subsolo até o térreo e também os reservatórios enterrados”. Cavagioni explica ainda que a terceira etapa engloba a finalização da estrutura de concreto e todos os acabamentos do prédio.

Bienvenidos
A Construtora Toda inaugurou, neste ano, a sua filial no Paraguai. Será uma importante união da tecnologia japonesa com a criatividade brasileira para impulsionar a abertura de novos horizontes em terras paraguaias.

 

Empreendimento
Assim como em qualquer grande empreendimento, a obra de ampliação do Hospital São Camilo Pompeia gera também grandes desafios. Para superá-los é preciso de não só um projeto bem estruturado, como também uma execução de excelência. Nesse sentido, Cavagioni cita que um dos grandes desafios do empreendimento é o entorno, uma vez que o mesmo se trata de uma área residencial. “Como solução para minimizar os impactos, abrimos um canal de relacionamento com o entorno e o Hospital, onde informamos com antecedência todas as atividades que serão realizadas e buscamos soluções de logística para amenizar os transtornos”.

Ao longo dos mais de 40 anos de atuação no setor da construção civil, a Construtora Toda do Brasil S/A implementou e certificou um sistema de gestão ambiental baseado na norma NBR ISO 14001:2015 – método também utilizado neste empreendimento. Segundo Cavagioni, o canteiro de obras da Unidade Pompeia possui uma estrutura adequada para atender aos colaboradores, com vestiários, refeitório, área de vivência e sanitários.

“Cumprimos procedimentos internos e adotamos ações para minimizar os impactos ambientais, onde a organização e limpeza são práticas diárias, além do descarte adequado dos resíduos sólidos gerados, consumo consciente de água e energia elétrica”, explica o gerente de Obras da Construtora.

Além da sustentabilidade, a humanização também é uma das preocupações da obra. “Trabalhamos a acessibilidade e o bem-estar do usuário, seja ele paciente ou colaborador. Acreditamos que o ambiente seja gerador de bem-estar através da escolha correta de materiais, tons e textura. Também levamos em consideração questões de segurança e novas tecnologias”, completa Cremasco.

Arte de construir
Estabelecida no Brasil em 1972, a Construtora Toda do Brasil S/A, responsável pela obra de ampliação da Unidade Pompeia do Hospital São Camilo, é subsidiária da Toda Corporation, holding japonesa com mais de 135 anos de tradição no mercado. Atualmente, a experiência da construtora é refletida em mais de 5.000.000 m² de área construída em todo o território nacional, em diversos segmentos da economia nacional, como Indústrias, Escolas, Shopping Centers, Hospitais, entre outros.

Veja mais posts relacionados

Siemens adota plataforma IoT na FEI

MindSphere, sistema operacional aberto baseado em nuvem da Siemens, será integrado ao avançado laboratório de manufatura digital da Engenharia de...

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

*Ao registrar-se em nosso site, você concorda com os Termos e Condições ePolítica de Privacidade.

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.