A humanização começa na Escola

Em seus quase 70 anos de trajetória, a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP) já diplomou em torno de 15.000 profissionais da Saúde. Fundada a partir da determinação de um grupo de acadêmicos, religiosos, gestores públicos e médicos com grande experiência na docência, a instituição de ensino pode orgulhar-se ainda de ter titulado 265 mestres e doutores, além de 1.500 especialistas.

Focada no acolhimento integral de todas as pessoas em suas diferenças, demandas e necessidades, a instituição faz uso de todas as possibilidades e alternativas oferecidas pelo conjunto dos serviços de que dispõe na busca por soluções inovadoras para os diversos desafios que encara diariamente. Tamanha capacidade de atender às necessidades de seus clientes rendeu, além de uma reputação impecável, reconhecimento internacional.

Selo ISO

A certificação ISO 9001:2015 do curso de graduação em Medicina não foi conquistada de uma hora para a outra. Eliana de Paula Santos, professora e auditora de qualidade da Bahiana, enxerga o selo como reconhecimento a um trabalho consistente desenvolvido ao longo dos anos, e resultado da busca da instituição por excelência em suas práticas pedagógicas e administrativas.

“O selo reforça no alunato o prazer de ser BAHIANA, o orgulho de estar ou ter estado em um curso destacado como de gestão avançada pelo Conselho Federal de Medicina e Associação Brasileira de Educação Médica e outras instituições afins.” A conquista da certificação ISO foi um projeto de muitas etapas; do mapeamento de processos e riscos à implantação de protocolos e adequação de tudo aquilo que necessitava estar em conformidade com os padrões da norma, o trabalho exigiu envolvimento de toda a comunidade acadêmica.

Engajamento

“Alunos, professores, técnicos de saúde, técnicos administrativos… Todos precisaram se engajar para que o título fosse alcançado.” Apesar de enxergar a ISO como uma vitória, a professora destaca que a continuidade do processo de acreditação é contínuo. “Sempre haverá o que melhorar quando visamos oferecer boas práticas no processo ensino-aprendizagem. A sociedade anseia e exige profissionais médicos bem qualificados tecnicamente, éticos, humanistas, dispostos a participar do desenvolvimento social.” Para ela, a missão da Bahiana é suprir este anseio da melhor forma possível.

Investimentos

Preocupada em oferecer instalações de concepção funcional, totalmente voltadas para o ensino, pesquisa, extensão e assistência, e objetivando o desenvolvimento técnico, científico e humano dos seus alunos, a Bahiana realiza incessantes investimentos em infraestrutura e tecnologia. “Temos investido continuamente no nosso ambulatório, com o intuito de torná-lo o melhor campo de estágio para nossos alunos e um modelo de assistência humanizada e de qualidade.”

Tecnologia

Já no começo de 2019, a informatização de todos os consultórios foi concluída, e prontuários eletrônicos já foram implementados e se tornaram regra para todos os atendimentos. “Estamos concluindo a digitalização dos prontuários antigos e, em breve, poderemos dizer que finalmente conseguimos nos livrar dos papéis.” Além dos claros benefícios para o meio ambiente, a digitalização dos arquivos leva a Bahiana a novos patamares no que diz respeito à segurança da informação e à eficiência e otimização de processos.

Expansões

Também foi recente a inauguração do Ambulatório da Comunidade, um espaço novo com nove consultórios e uma sala de vacinação, projetado para ensinar e prestar assistência em níveis básicos de atenção. O novo ambiente conta com a atuação de alunos a partir do terceiro semestre de graduação e de residentes em Saúde da Família e das Comunidades que, através de experiências práticas constantes, tornam-se profissionais com maior vivência aplicada.

“Iniciamos ainda o ambulatório multidisciplinar no cuidado a feridas, com a participação de alunos do oitavo semestre e professores da enfermagem, cirurgia vascular e plástica” destaca Eliana. A Bahiana disponibiliza atualmente oito cursos de graduação em saúde, incluídos em sua grade através dos anos. Medicina, o primeiro, e fisioterapia e odontologia se tornaram áreas de estudo e ensino da instituição ainda no século XX. Já os cursos de psicologia, biomedicina, enfermagem, educação física e terapia ocupacional só passaram a integrar o conjunto de conhecimentos disponibilizados pela faculdade no decorrer dos anos 2000. “Estamos constantemente em movimento para cumprir a missão de prestar assistência de qualidade e ensinar nossos alunos como cuidar das pessoas da melhor forma possível.”

Veja mais posts relacionados